Blog Dicas sobre fitness

5 razões pelas quais você nem sempre reconhece o estresse

5 razões pelas quais você nem sempre reconhece o estresse

28 de Fevereiro de 2020

A primeira coisa que você deve saber sobre o estresse é que ele não é necessariamente uma coisa ruim. O estresse é parte inevitável da vida. Você precisa de estresse para fazer as coisas. Faz você se sentir animado e produtivo.

No entanto, o estresse se torna um problema sério quando passa do limite. É especialmente preocupante o fato de que muitas vezes não percebemos quando isso está acontecendo.

O estresse excessivo pode se manifestar de várias maneiras, e nem sempre você consegue reconhecer seus sintomas. Você pode culpar sua dieta pela dor de estômago ou tratar insônia com remédios, mas ambos podem ser sinais de que seu corpo está sendo sobrecarregado pelo estresse.

Embora os sinais e sintomas de estresse excessivo variem de pessoa para pessoa, a resposta ao estresse é um fenômeno fisiológico que pode ser observado e medido. Os sinais de estresse excessivo são tipicamente classificados em quatro categorias: físico, emocional, comportamental e cognitivo. Aqui estão alguns dos sintomas mais comuns:

- Físico: dor de cabeça, problemas no estômago, perda do desejo sexual, resfriados frequentes ou outras infecções;

- Emocional: ansiedade, depressão, irritabilidade;

- Comportamental: mudança de apetite, hábitos ‘nervosos’ (como roer unha), retraimento social, abuso de drogas, álcool ou tabaco;

- Cognitivo: problemas de memória, dificuldade de concentração, desorganização.


Cinco razões pelas quais você pode não reconhecer que está estressado demais


Existem várias razões pelas quais as pessoas nem sempre reconhecem que estão estressadas. Aqui estão alguns dos motivos mais comuns:

1. O estresse nem sempre é negativo

Não são apenas as coisas negativas que causam estresse. Excitação, aquela sensação de borboletas no estômago de um primeiro encontro etc. são alguns exemplos comuns de experiências emocionais agradáveis que produzem estresse fisiológico. Nem sempre é fácil perceber a tensão de coisas positivas.

2. O estresse não está na sua cabeça

Às vezes, o estresse é desencadeado por nosso ambiente, pelo que consumimos e por nossas atividades. Temperaturas extremas provocam estresse, assim como ambientes ruidosos. Às vezes, até a forma como relaxamos causam estresse. O álcool é a fonte mais comum de falso alívio. Você pode se sentir relaxado depois de alguns drinks, mas não é bem assim.

3. Percepção é realidade

Às vezes é difícil reconhecer de onde vem o estresse, porque pode não ser nada específico. As causas nem sempre são coisas tangíveis. Você pode, por exemplo, sentir que seu chefe não está satisfeito com você. Independentemente de isso ser verdade ou não, sentimentos de inferioridade aumentam os níveis de estresse. E tentar compensar fazendo horas extras e se esforçando ainda mais só piora as coisas.

4. É a carga geral que conta

Como mencionado anteriormente, as causas podem ser mentais ou físicas, acompanhados por emoções negativas ou positivas. Muitas vezes, níveis excessivos de estresse não são causados por um grande fator, mas pela confluência de fatores menores. Pequenas coisas se somam às grandes.

5. Muito estresse é o novo normal

Infelizmente você pode estar tão acostumado a se estressar que não percebe que algo está errado. Ou você pode ter apenas aceitado isso como “normal”. Você pode pensar que dias agitados fazem parte da vida. Mas é melhor rever seus conceitos.


Quer uma dica para melhorar este quadro? Treino!


Sim, o exercício é uma excelente maneira de aliviar o estresse. Foi demonstrado que exercícios regulares e boa forma física produzem adaptações fisiológicas que melhoram a capacidade do seu corpo de se ajustar ao estresse.