Blog Dicas sobre fitness

Posso unir treino de boxe e musculação?

Posso unir treino de boxe e musculação?

03 de Outubro de 2019

Muitas pessoas que buscam por um corpo saudável não querem ficar restritas a apenas um tipo de atividade.

O boxe é uma modalidade que se tornou especialmente popular neste contexto. Mas a prática levanta ainda algumas dúvidas. Uma das maiores é se é possível unir treinos de boxe e musculação.

O esporte por si só é ótimo para queimar gordura e aumentar a força muscular. Já os exercícios para ganhar massa são fundamentais como auxiliares na preparação do pugilista para o ringue.

Apesar da relação entre ambas as práticas, é preciso que a combinação seja feita com cuidado.

O excesso de massa muscular pode ocasionar alguns problemas! A contração muscular, por exemplo, reduz a velocidade do lutador. Com isso, a aplicação das técnicas aprendidas na modalidade acaba sendo prejudicada.

Mesmo quem tem no boxe apenas uma atividade para manter a forma, é preciso ficar atento!

Posso unir treinos de boxe e musculação? Conheça os exercícios mais recomendados!

Um bom lutador de boxe precisa trabalhar três características físicas: a explosão muscular dos membros superiores e as resistências muscular e cardiovascular.

O primeiro é o que define a potência dos socos que ele desfere. O segundo é o que dá o condicionamento físico para aguentar os rounds.

Também é preciso fortalecer as musculaturas mais utilizadas: pernas, peitoral, ombro, tríceps e abdômen. Sendo assim, busque por exercícios focados nestes grupos musculares. Outro segredo está no descanso entre as séries.

Quando a musculação é realizada junto com o boxe, o tempo deve ser maior.

Quanto às pernas, a recomendação é não realizar exercícios que adicionem muita massa. Ou seja, o poder dos membros deve ser trabalhado, mas com um ganho mínimo de músculos.

Alguns exercícios que podem cair bem na rotina de quem prática boxe são:

• Arremesso LPO

• Supino reto

• Flexão de braço explosiva

• Tríceps corda

• Desenvolvimento com barra

• Corrida de agilidade

• Rotação de tronco

• Ponte ventral

Quais os benefícios da musculação para quem pratica boxe?

Quando bem planejados os exercícios mencionados aumentam a resistência de quem pratica a luta. Além disto, vão dar maior potência e velocidade para os praticantes. Algo fundamental para quem realmente pretende competir e que traz inúmeros benefícios para aqueles praticantes mais casuais.

De quebra você ganhará coordenação intramuscular. Em outras palavras, um equilíbrio entre resistência, velocidade e intensidade física.

Resumindo a ópera: a resposta à questão “posso unir treinos de boxe e musculação?” é sim. Desde que não sejam focados na hipertrofia, que incluam um bom descanso entre as séries e que sejam bem planejados.

Você pode até apostar em séries com descanso menor, desde que reduza as cargas.

Já exercícios como barra fixa, por exemplo, não precisam ser o seu foco. Afinal, eles não trabalham muito o conjunto muscular utilizado no boxe. Outras técnicas, como o levantamento olímpico, que envolve movimentos complexos, também não são recomendados.

Vale ressaltar que cada caso precisa ser analisado individualmente para encontrarmos a melhor combinação de exercícios.

Para unir boxe e musculação não se esqueça da dieta!

O que não pode faltar é uma dieta adequada à intensidade dos exercícios que serão realizados.

Para a combinação de que tratamos neste artigo, é importante o repositor energético, pão integral, fruta com iogurte, batata doce, frango e similares no pré-treino.

Durante a atividade consuma banana, castanhas, sanduíches naturais, barras de cereais e proteína de rápida absorção para evitar catabolismo.

Não esqueça também de se hidratar de forma generosa: pelo menos 150 ml de água a cada 15 minutos de treino! Com estas recomendações você poderá tirar o melhor proveito da combinação entre boxe e musculação.

 

Gostou desse artigo? Compartilhe com seus amigos que têm interesse no assunto e continue navegando no blog da Total Health!