Blog Dicas sobre fitness

Principais vantagens da correr na esteira

Principais vantagens da correr na esteira

25 de Outubro de 2020

Correr na esteira da academia ou em casa é uma forma fácil e eficaz de fazer exercício físico porque requer pouca preparação física e mantém os benefícios da corrida, como aumento da resistência física, queima de gordura e desenvolvimento de vários grupos musculares, como pernas, costas, abdominais e glúteos.

Embora a corrida possa ser feita no exterior sem qualquer aparelho, correr na esteira tem outros benefícios, como permitir a prática de atividade física em dias de chuva, por exemplo.

Além de permitir que a corrida aconteça independente de chuva, calor ou frio excessivo, correr na esteira possui outras vantagens, como por exemplo:

Maior segurança: correr no interior com uma esteira reduz o risco de acidentes e de lesões, como colocar o pé num buraco ou acidentes de trânsito, aumentando a segurança;

Correr a qualquer hora do dia: pode-se utilizar a esteira a qualquer hora do dia e, por isso, é possível queimar gorduras mesmo depois de terminar as tarefas diárias. Assim, a corrida pode ser feita de manhã, de tarde ou de noite independente do clima;

Manter o ritmo: na esteira é possível regular uma velocidade constante de corrida, impedindo que a corrida se torne muito lenta ao longo do tempo. Além disso, evita que a pessoa acelere sem perceber, o que poderia fazer com que se sentisse cansada mais rapidamente;

Regular o tipo de piso: a esteira, além regular a velocidade, também permite dificultar a corrida por meio de alterações na inclinação da esteira, possibilitando correr em pisos mais acentuados, como se estivesse correndo em uma montanha;

Controlar o ritmo cardíaco: geralmente as esteiras possuem aparelhos que ajudam a medir a frequência cardíaca através do contato da mãos com a barra de segurança, por exemplo, e assim é mais possível evitar problemas cardíacos, como taquicardia, além de verificar a frequência cardíaca máxima atingida durante o exercício.

Além disso, correr na esteira por 30 minutos, 3 a 4 vezes por semana, melhora os hábitos de sono, aumenta os níveis de energia e previne contra problemas cardiovasculares, como pressão alta ou infarto, já que é capaz de promover a diminuição dos níveis de colesterol no sangue e a pressão arterial. Conheça outros benefícios da corrida para a saúde.

Durante a corrida na esteira é possível trabalhar os músculos das pernas de força proporcional, além de poder variar o tipo de treino, evitando que se torne monótono, por meio da mudança da inclinação e velocidade. Assim, é possível fazer um treino que promova a aceleração do metabolismo, como o HIIT, por exemplo, que é um exercício de alta intensidade em que a pessoa corre por 30 segundo a 1 minuto, em sua velocidade máxima, e depois descansa o mesmo intervalo de tempo de forma passiva, ou seja, parado, ou caminhando.

A corrida na esteira é interessante para aquelas pessoas que têm receio de correr na rua devido aos carros, buracos ou quantidade de pessoas e que não têm muito equilíbrio, por exemplo.


Dicas para correr na esteira


Para correr na esteira sem se machucar ou desistir, por causa de dores ou lesões musculares, algumas dicas simples incluem:

- Iniciar com um aquecimento de 10 minutos, alongando os braços e as pernas;

- Começar a correr numa velocidade mais baixa, aumentando a cada 10 minutos, por exemplo;

- Colocar o tronco reto e manter o olhar direcionado para a frente;

- Não segurar na barra lateral de segurança;

- Evitar inclinar a esteira em excesso, especialmente nos primeiros dias.

- Correr na esteira é uma atividade fácil e, normalmente, sem perigo, no entanto, é recomendado utilizar o aparelho sob orientação de um professor de educação física ou fisioterapeuta, evitando agravar problemas de saúde, como artrite ou sobrecarga cardíaca.

Além disso, quando a pessoa está com peso acima do normal, deve ter cuidados especiais, como calcular as batidas cardíacas ou fortalecer a musculatura, por exemplo, para prevenir complicações cardíacas ou desgaste das articulações.


via Tua Saúde