Blog Dicas sobre fitness

Você cuida da higienização da sua academia corretamente?

Você cuida da higienização da sua academia corretamente?

28 de Maio de 2019

Todo mundo sabe da importância de bons hábitos de higiene, seja com o próprio corpo, seja nos ambientes que frequentamos. 

No entanto, uma academia possui suas particularidades, que devem ser levadas em conta na hora de pensar na limpeza e higiene. A saúde de todos os alunos pode sofrer as consequências se alguns detalhes forem ignorados.

Ações que podem até parecer simples e óbvias fazem a diferença, e exatamente por serem simples podem acabar sendo esquecidas. E muitas delas dependem dos próprios frequentadores. Por isso, orientá-los é uma iniciativa importante!

Entenda melhor sobre o assunto continuando a leitura! 


Por que a higienização dos aparelhos é tão importante?


Um mesmo aparelho é compartilhado com dezenas, talvez, centenas de pessoas ao longo do dia. E o mesmo vale para os acessórios como caneleiras e halteres. Todo mundo vai alternando para trabalhar os bíceps, tríceps, glúteos, costas e outros grupos musculares a fim de queimar muitas calorias e deixar tudo bem definido.

O problema é que nessa alternância, é natural que sejam liberadas bactérias junto com o suor, que acabam se aglomerando na superfície dos equipamentos e objetos. Quando você entra em contato com essas bactérias, pode acabar tendo irritações na pele, micoses e até mesmo candidíase ou infecções mais graves.

Por isso, além de deixar um borrifador de álcool e um papel toalha próximo aos aparelhos para que os alunos higienizem após o uso, é recomendado que a própria academia se responsabilize por fazer a limpeza dos equipamentos diariamente. De preferência, de duas a três vezes por dia, dependendo do volume de alunos. Isso garantirá uma higiene correta que não coloque em risco a saúde de ninguém.


Como higienizar os equipamentos da forma correta?


A maneira correta de higienizar os aparelhos é muito simples, basta apostar na combinação de álcool e um papel toalha. Não é recomendado o uso de tecidos para fazer essa limpeza, porque há um risco de que esse tipo de material espalhe as bactérias, aumentando a superfície de contaminação, ao invés de removê-las.

O álcool, além de ter um alto poder de destruir agentes contaminadores, também tem a vantagem de secar rapidamente, o que é muito importante para não comprometer o fluxo de uso dos equipamentos e evitar acidentes (o aluno escorregar em uma superfície molhada, por exemplo).


Orientando os alunos!


A academia também pode orientar os alunos sobre condutas adequadas para evitar a contaminação. A primeira delas é manter o hábito de higienizar o equipamento após o uso, explicando a importância desse cuidado tão simples e rápido.

Também é interessante recomendar que os alunos evitem compartilhar objetos de uso pessoal, como garrafas de água e toalhas, por exemplo. Aqueles que usam a estrutura do vestiário para tomar banho depois do treino devem ser aconselhados a levar sempre um chinelo para utilizar durante o banho.

A bolsa de academia deve ser lavada com frequência. Como ali são colocados roupas e tênis, muitas vezes após o uso, acaba sendo um ambiente propício para a proliferação de fungos e bactérias.

Por fim, também vale a pena orientar os seus alunos para que tirem uma folga dos exercícios físicos quando estiverem doentes ou com alguma ferida aberta, para evitarem uma possível contaminação por germes.

Fique atento a esses detalhes e garanta a saúde dos seus alunos e da sua equipe: eles vão agradecer pelos seus cuidados!